Orthodontic
Unipam Nota 5
Unipam Nota 5

Você sabe quem foi Major Gote? Descubra quem foi o homem que deu nome a rua mais importante de Patos de Minas

Segunda 14/12/2015 - Aislan Henrique
Fonte: EFECADE PATOS DE MINAS
Você sabe quem foi Major Gote? Descubra quem foi o homem que deu nome a rua mais importante de Patos de Minas

Todo patense ou visitante certamente conhece a Rua Major Gote. A principal via de Patos de Minas corta o centro da cidade e liga a entrada, Avenida JK, à saída, Avenida Marabá. Mas você sabe quem foi o Major Gote? Certamente você já deve ter se perguntado: “Será que o Gote era mesmo Major? E que raios de nome é esse, Gote? Se você já fez essas perguntas, chegou a hora de esclarecer as dúvidas sobre esse cara que a gente nunca viu, mas considera pacas. 

Gótte, um apelido de infância.

Seu nome na verdade era Sesostris Dias Maciel. Gótte, como era escrito na época, era uma alcunha de família. Ele gostava tanto desse apelido que sempre o usava para assinar seus documentos. E por falar em família, Sesostris pertenceu a mais tradicional família de Patos de Minas da época. O clã Maciel governou a cidade por décadas e tinha como patriarca Antônio Dias Maciel, o Barão de Araguari, e era irmão do Presidente Olegário Maciel (foi presidente da Província de Minas Gerais no tempo da República Velha 1889-1930). Gótte morreu aos 78 anos de idade no Rio de Janeiro.

Major e delegado de coração magnânimo

Gote foi major e pertencia à 3ª Cia do Batalhão de Infantaria da Guarda Nacional de Patos de Minas, e também foi delegado da cidade. Como delegado, dizia-se que tinha um coração magnânimo e sua atuação era ponderada. Sempre dava um bom conselho ao prender um bêbado e mostrava o caminho da decência para um jovem antes de recolhê-lo. Também foi vereador por várias legislaturas.

 

Veja também: Vírus em redes sociais. Saiba como evitar.

 

O comerciante que fornecia suprimentos aos Aliados na Segunda Guerra Mundial.

Major Gote também foi um grande comerciante e exportador. Em 1907, ele começou a comercializar borracha. Na Segunda Guerra, ele já fornecia cerca de 6 mil quilos anuais de borracha aos aliados, carga essa que saía de Patos e ia diretamente para o porto de Havre, na França. A influência de Gótte para o comércio na região era tanta, que bastava olhar as oscilações do mercado para saber de sua chegada. Sozinho, pagava mais impostos que todos os negociantes de Patos, distritos e João Pinheiro juntos.

 

Veja também: Há 100 anos era noticiada a primeira vítima de crime passional em Patos de Minas.

Um homem à frente de seu tempo

Visionário, instalou 70 aparelhos de telefone urbano na cidade em 1915. Foi a segunda pessoa em Patos a possuir uma bicicleta e o primeiro a introduzir um carro e um caminhão, em 1912.

Como não havia estradas, ele mesmo construiu uma, ligando Patos à Lagoa Formosa e, antes de terminar o trecho, já começou outra estrada, rumo à Catiara e Carmo do Paranaíba, ignorando os céticos da época, que consideravam o empreendimento uma loucura.

 

Esse foi o Major Gote, o homem que deu nome a rua mais importante de Patos de Minas. Além de ser um grande comerciante e ter influencia política, Sesostris Dias Maciel foi o pioneiro do automobilismo em Patos de Minas e investiu de seu próprio bolso recursos para construir estradas. Se você gostou do texto não deixe de comentar e veja também: Honra se lava com sangue! Veja como foi o primeiro crime passional noticiado em Patos de Minas.

 

Texto baseado em pesquisa no Portal EFECADEPATOS publicado na

página http://www.efecadepatos.com.br/?p=2778

Autor : André Amâncio


Compartilhe


Comentários

MT Imports
Padaria Nova Viçosa
Zeppelin Lanches